segunda-feira, 30 de novembro de 2009

DESENHA-ME


*
*"Desenha-me"
*
*
Desenha-me com tuas palavras.
Com teus gestos, seus incestos.

Desenha-me em teus sonhos,
Em teus pensamentos,
Em tua alma em suas inspirações.

Desenha-me em um poema
Sem dilema invente o tema.
Esse é o esquema.

Desenha-me com tuas mãos.
Com teus olhos, com tua boca
Desenha-me na palma da tua mão
E jogue dentro do seu coração

Desenha-me nas paredes de teu coração
Um desenho tatuado ousado carimbado
Com meus contornos, mas atrevidos.

Desenha-me como um pintor
Pinta uma tela, uma aquarela
A luz de vela, apenas pensando
Na mas bela.

Desenha-me como teus olhos vêem
Como tua alma me chama,
Como tua mão desliza
Como teu pensamento simboliza.
Faça de mim sua Mona Lisa.

*-* A Flor de Lis.

MEU DESEJADO AMOR


Preciso sentir seu corpo.
Sentir tua pele,
Sentir o calor dos seus desejos.
Desejos mais ousados,
Atrevidos, aqueles escondidos.

Quero enroscar-me em teu corpo.
Para embriagar com teus sussurros
Sentir o deslize de seu desejo
Pelo seu suor, que exala com tua excitação.
Sentir o desejo ardente quente, seu desatino.

Preciso aproveitar o tempo perdido
Quando estava longe de mim,
Viver este com muita intensidade,
Amar-te de verdade,
Como se fosse o ultimo dia.

Não vou sufocar meus desejos.
Nem desobedecer minhas vontades.
Quero ser sua hoje, agora!
E quanto o tempo nos permitir.

Quero contigo viver
A loucura de um amor
Transcendental, letal até quem sabe fatal.
Nada que faça-nos mal, desejos de casal.
Quando se deseja e ama, os corpos se chamam.
Venha saciar meus desejos, meus beijos.
Venha sentir o veludo da minha pele.
Como de uma pétala de flor.
Meu desejado amor.

*-* A Flor de Lis.

AUSÊNCIA DE INSPIRAÇÃO


O que fazer, quando se quer escrever
E a inspiração não quer aparecer?
Palavras soltas no ar, nada a se fixar.
Escritos tremidos escondidos rabiscados.

Olhar vagando La e Ca.
E a inspiração que não vêm ajudar.
E a vontade de desanimar.
Ainda, mais quando se encontra
Obstáculos no ar, nenhuma fonte
Para se inspirar.

Parece uma página em branco
Deixando-nos em planto, perdidos.
Uma confusão de pensamentos.
Querer escrever e não saber
O que!

O que não permite desanimar.
E certeza que a inspiração
Ira voltar é apenas um colapso
De memória momentânea,
Estou começando
Ter inspiração agora.

O bom exemplo é este que
Escrevi agora, sem pensar
Sem entender, que a falta de
Inspiração vem a qualquer hora.

A falta de inspiração
Fez esse escrito acontecer.
Sei que isso acontece
Comigo e com você.
Este que acabar de me ler.

A vantagem da ausência
De inspiração,
Que quando ela volta,
Não vem sozinha, não!
Trás junto a ela.
Filmes e temas, ela mesma
Virou poema!

*-* A Flor de Lis

DIGA NÃO, AO MAL HUMOR!!!


Antes de sair de casa,
Deixe seu mal humor trancado
Não seja mal educado
Achando que todos têm culpa
Do seu dia mal começado.

Se não se sente bem
Uma boa oração lhe convém
Para lhe tirar esse mal
Que em si têm.

Problemas todos têm
Dificuldade de alguma coisa
Todos têm, então seja
Sensato e não afaste as pessoas
De você por um mal humor
Que você permite acontecer.

Sabemos que ninguém é de ferro
Que somos explosivos,
Têm dias, que nem nos agüentamos.
Mas então façamos uma coisa.

Quando estiver de mal humor.
Faça-me o favor, seja humilde.
Pegue seu mal humor...
Tranque-o dentro do bom senso.
Tranque-o dentro da sua educação.
Mas não o tranque dentro de você.
Acaba afastando as pessoas de você.
"Sorria que o mal humor" abandona você.
Antes ele do que quem você ama.

*-* A FLOR DE LIS.


http://recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=39704

VOCÊ O AMOR E EU.


Você chegou der repente,
Surgiu na minha frente,
Mexeu na minha mente
Condenou-me com teu amor,
Pra que eu pudesse te amar

Fiz tudo contra essa emoção
É mais forte que meu coração
Será que me lanço a essa paixão
Ou será mais uma ilusão?

Sinto a chama da paixão
Ardendo em combustão
A flecha do amor atravessando
As paredes frágeis do meu coração

O amor, assim como você
Chegou sem avisar, veio
A brincar com meus sentimentos.
Sinto-me diferente neste momento.

Teu olhar me causa calafrios,
Delírios, vontades alegrias
Vejo que o amor chegou,
E no meu coração se instalou.

De repente aconteceu,
Você o amor e eu.

*_* A Flor de Lis.

VOCÊ É MINHA PRIORIDADE


Das bocas que beijei,
Foi com você que me encantei.

Dos abraços que dei,
Foi com o seu que me esquentei.

Das emoções que senti.
Foi com você que vivi.

Dos sorrisos que sorri.
Foi pelo seu que abri o meu.

Dos tombos que levei
Foi você quem me levantou.

Das lágrimas que caiu
Foi você quem as secou.

Das noites frias que senti.
Foi você quem me aqueceu.

Dos belos sonhos que realizei
Foi você o real que um dia sonhei.

Dos amores que vivi,
Você foi com quem mais aprendi.

Dos verdadeiros momentos de amor.
Foi você o único que me conquistou.

Sou o que sou por você.
Você é minha prioridade.
Motivo de minha felicidade.

*-* A FLOR DE LIS.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009